sexta-feira, fevereiro 29, 2008

A consciencia de perceber-se existir.

Tento explicar porque sorrio a todo momento e nao consigo. Vejo as cores fortes, vejo olhares reveladores. Tao fortemente me agarro a simplicidade de estar nesse exato momento, aqui com voce, que me sinto viver. E o fato de me interagir com o ambiente onde me encontro, que eh precioso, humilde e ao mesmo tempo maravilhoso, eleva-me ao ponto de inspiracao; entao quero pintar, quero escrever, quero cantar. Na frase quando explico que os pensamentos que escrevo possam soar deprimentes a mente da maioria, mas nao para mim, eu vejo verdade e alegria. Eh como se me sentisse parte de tudo, onde consigo controlar aonde posso ir e o que posso receber. Vejo Amor como a sintese de Deus, inexplicavel.

Umas pessoas nao aguentam o peso do Amor. Outras nao o entendem. Meu espirito cala-se perante ao Amor, pois nada cabe-se dizer ou fazer, somente sentir e sorrir. Se revelar a certeza de ser e de estar.

Eu gostaria de te ensinar a viver o momento, porem fico confuso. Vejo esse mesmo ato indecifravel em palavras e regras. Voce conseguiria senti-lo com sua propria percepcao, sua emocao e seu extase, mas nao caberia a mim dizer-te como faze-lo, pois de seus sonhos eu nao conheco a minima parte. Assim como o Amor, como Deus considero essa consciencia inexplicavel. A consciencia de perceber-se existir.

Eh nesse momento que toda a ganancia interna que carregamos de conquistas materiais, egocentricas e competidoras, some, desaparece. E o que sobra eh somente o extase de contemplar qualquer que seja a imagem que esteja a nossa frente ou a figura pintada em nossa mente. Eh quando sua voz tenta te falar algo, te afirmar o milagre que voce eh.

Sei que temos dores; nos vemos traidos e injusticados; sentimos cansados e arrasados, que procuremos entao razao, de que sao coisas que nos transformam e nos fazem mais e mais sentir que estamos aqui e temos o porque. E podemos entender uns aos outros. Essa eh a verdadeira diversao e aventura de viver e interagir com outras pessoas e seus diversos sentimentos. O que eh na verdade, apenas um lazer, um brincar de viver, se comparado com a profunda arte de saber existir.

Creio que mesmo dizendo que nao, consegui explicar um pouco do porque sorrio para voce, toda vez que te vejo e enquanto voce esta a ler e me ouvir. Que abro meus bracos e te recebo. Que tambem sorrio para mim mesmo e me aceito com meus erros e acertos. Espero que essas linhas te tragam um pouco mais de felicidade ou melancolia. Que te de plena consciencia do quanto voce eh importante para mim e para voce mesmo.